Dor de cabeça constante? Entenda a Gravidade

por | 15/12/2021

Dor de cabeça constante? Entenda a Gravidade

Sofrer com dor de cabeça é comum no dia a dia das pessoas, principalmente, em situações de ansiedade ou estresse, assim, deve-se ter mais atenção aos seus hábitos para reduzir a dor e melhorar o bem-estar.

A dor de cabeça, também conhecida como cefaleia, é comum entre as pessoas, porém, existem alguns agravantes que exigem uma observação mais próxima de um profissional especialista, como é o caso dos médicos que atuam em consultas, exames e cirurgias no Instituto Neurológico do ES.

Aliás, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor de cabeça é uma das queixas mais comuns entre os pacientes, algo em torno de 3% entre os que procuram atendimento de emergência em hospitais, e aproximadamente 50% em clínicas especializadas. 

No caso, a dor de cabeça pode ser desenvolvida em intensidades diferentes, sendo que a sua versão leve é algo comum e que costuma ser provocado por fatores como a ansiedade, estresse, ficar sem dormir, fome, efeito de medicações, entre outros fatores que afetam diretamente a mente e o corpo. 

Quer saber mais detalhes sobre a dor de cabeça constante e quando ela se torna grave?

Confira no texto. 

O que é a Dor de Cabeça e quais as suas possíveis causas?

A dor de cabeça costuma ser caracterizada como um incômodo que afeta a cabeça, mais precisamente toda a região craniana, como a testa, as têmporas e, inclusive, a região de trás do crânio.

Esse tipo de dor é corriqueiro entre as pessoas, independentemente da sua idade, no entanto, a sua causa pode variar com diversas questões, a começar pelos hábitos, uso de medicamentos , até mesmo, a presença de alguma enfermidade prévia, como ansiedade, gripe, anemia e doenças crônicas. 

No caso, a medicina entende que a dor de cabeça pode ser dividida em dois grupos, sendo a cefaleia primária caracterizada pela dor como própria descrição da doença, e cefaleia secundária apresenta dor relacionada a outros problemas de saúde como febre, hipertensão, sinusite, entre outros. 

A forma primária pode provocar até três tipos de dor de cabeça: a cefaleia tensional, a enxaqueca e a cefaleia. Essas três manifestações podem ser desencadeadas por diferentes fatores, além de dores em diferentes intensidades, exceto a cefaleia, que pode ocasionar dores súbitas e intensas.

Já a dor de cabeça secundária é mais preocupante, justamente, por ser um sintoma de alguma patologia. Assim, a dor não é a causa principal, como costuma acontecer na primária, mas, sim, um dos problemas indicativos de enfermidades específicas, como a desidratação, gripe, ressaca, artrite, otite, sinusite, aneurisma, ataques de pânico, glaucoma, ruptura de vasos cerebrais, entre outros.

Os riscos da Dor de Cabeça Primária

Por ser uma dor não relacionada a outras doenças, isto é, um sintoma, a dor de cabeça primária pode ser caracterizada como uma doença e, a depender da sua intensidade, ela pode exigir certa atenção. Ao negligenciá-la, os desconfortos aumentam, além de outros riscos à saúde. 

Esse tipo de dor de cabeça constante requer a investigação de profissionais de um Instituto Neurológico do ES, pois devido ao fato de acarretar uma sensibilidade relativamente maior nos músculos da cabeça ou pescoço, o que afeta o seu bem-estar.

Vale ressaltar que a modalidade primária costuma desencadear outros sintomas, como febre, confusão mental, sonolência, dor intensa, término abrupto da dor, fraqueza dos membros, entre outros. 

Além disso, há outros fatores que tornam a dor de cabeça constante preocupante:

  • Dor de cabeça constante seguida por desmaios;
  • Convulsões;
  • Rigidez da nuca; 
  • Vômitos ou ânsia;
  • Alterações motoras; 
  • Alteração de comportamento e memória.

Trate a Dor de Cabeça com um especialista no Instituto Neurológico do ES

Ao perceber que a dor de cabeça constante está associada a algum outro sintoma, conforme citado acima, é importante procurar ajuda profissional para que sejam indicados exames específicos. 

Essas investigações são realizadas a fim de descartar a possibilidade de a dor de cabeça ser causada por algum problema grave de saúde, como é o caso de derrames, tumores, traumas e, até mesmo, reações intensas a medicamentos que exigem ações imediatas de uma equipe médica. 

Por isso, contate o nosso Instituto Neurológico do ES não apenas para agendar consultas preventivas que viabilizam cuidar da sua saúde e bem-estar, mas, também, para ser examinado por um profissional e fazer exames clínicos/laboratórios em situações. Vale lembrar que a dor de cabeça constante não é normal ou comum, assim, é importante descartar qualquer preocupação com a sua saúde. 

Agende uma consulta em nosso Instituto Neurológico do ES e comece a tratar a sua dor de cabeça.

Conhece alguma pessoa que sofre de dor de cabeça constante? Compartilhe este post com ela.

Outras Postagens

O que é o Sistema Nervoso Periférico?

O que é o Sistema Nervoso Periférico?

Visão Geral do Sistema Nervoso Periférico Você já ouviu falar em doenças do sistema nervoso periférico? Não!? Então, é importante ficar atento a este assunto. O sistema nervoso periférico, mais precisamente, é uma das divisões do sistema nervoso central. Nesse...

ler mais
Sequelas cognitivas pós Covid-19

Sequelas cognitivas pós Covid-19

A Covid-19 se tornou um pesadelo na vida de todas as pessoas, principalmente, aquelas que já foram infectadas pelo vírus. Também conhecida como coronavírus SARS-CoV-2, a doença pode provocar sequelas cognitivas, respiratórias ou motoras que exigem cuidados frequentes....

ler mais